25/01/2016

Yoga e Montessori


O que é que o Yoga e a educação Montessori têm em comum?

O Yoga, tal como o método Montessori é um processo de descoberta. Ambos são um caminho para o auto-conhecimento da criança. Ambos criam um estado de espírito de paz e de tempo interior. Ambos buscam a auto-regulação da criança e promovem a autonomia nas suas acções.

A palavra Yoga significa união. São o Corpo, a Mente e o Espirito unidos num só. 
Ensinar as crianças como cuidar do seu corpo, da sua mente e do seu espírito, através de actividades sensíveis, como o Yoga, será um ensinamento para toda a sua vida.

Já assisti a aulas de Yoga para crianças, dadas por profissionais, e fiquei perdidamente apaixonada! É lindo demais! A forma como abordam as histórias e interagem com as posturas e com os objectos, tão profundo e dinâmico, que as crianças (e os adultos) ficam totalmente absorvidos por aquele momento. 


Porque não praticar Yoga com os nossos filhos, em casa? Como?

Claro que a orientação de um instrutor de Yoga será uma mais-valia. É óbvio que a práctica dos exercícios seria muita mais bem orientada e o enquadramento das posturas seria mais fundamentado. Mas nada nos impede de iniciarmos esta rotina! Podemos estudar um pouco este tema e desenvolver um programa pessoal, próprio, que nos seja possível aplicar em família, em casa com as nosssas crianças.




Criei uma série de Flashcards para fazer Yoga em casa com a minha filha. Sempre que queremos pegamos nos cartões e iniciamos a prática. E o mais giro destes flashcards é que basta levá-los na mochila e assim podemos fazer Yoga em qualquer momento! Sim, na praia, no parque, á sombra de um árvore...

Estes flashcards são um ponto-de-partida para criar momentos sensoriais, bem ao estilo do método Montessori, que exploram todos os sentidos. Podes partir para uma viagem com as posturas do avião ou do barco. Podes desenvolver a imaginação, levando a criança em jornadas cativantes a diferentes países ou sítios mágicos. 
Podes juntar paus e folhas ou encontrar animais no passeio pelo bosque...
Para criar "um plano", observa os interesses da criança, cria histórias sensoriais, integra as posturas de yoga mais adequadas a essas histórias e junta materiais sensoriais e elementos da natureza.  Ao desenvolvermos "um plano" estamos a criar empatia com a criança, porque queremos estar verdadeiramente com ela, no espaço e no tempo.  Estamos também,  a rodear-nos de toda a concentração que estes momentos exigem. E uma criança que se concentra é uma criança imensamente feliz. 



Nos dias que correm, onde a concentração, o foco, a atenção, são as palavras do dia, parece-me que esta actividade com as crianças faz toda a diferença. Para além disso, e não menos importante,  com o movimento do Yoga, trabalha-se toda a coordenação motora grossa.




Os flashcards estão disponíveis em pdf. É só clicar download na seta. Eu não cortei os cartões, de forma individual. Plastifiquei a folha A4 e deixei nesse tamanho. Para já, connosco, esse formato resulta bem. 

As imagens foram retiradas do google e com muita pena não consigo descobrir o autor. Gostaria de lhe dar os créditos. Fica aqui o pedido, se alguém conseguir identificar o autor, por favor, agradeço a informação.
Os nomes em português, das posturas, foram gentilmente dados por uma querida Instrutora de Yoga para crianças. Eventualmente podem ser adaptados outros nomes.



23/01/2016

Bloglovin

Atividade para crianças - Ciclo de Vida do Sapo


Esta atividade é muito interessante para as crianças, especialmente aquelas mais curiosas sobre a vida animal e o ambiente. Ás vezes, basta terem encontrado um sapo, uma rã ou ver pequenos girinos na água, para começarem a querer saber mais.  Ou até pela visualização de um desenho animado ou de um filme. A partir do seu interesse podemos apresentar-lhes esta proposta de atividade. Não é úma atividade tão espontânea como observar um sapo ou uma rã num pequeno riacho, mas é certamente uma boa forma de abordar o assunto e conversar sobre a biodiversidade.
Estes materiais são muito interessantes e as crianças habitualmente gostam de fazer corresponder os pequenos objectos do ciclo de vida aos cartões das imagens.
É difícil assistir ao incrível processo de metamorfose do sapo, em tempo real, por isso compreendê-lo desta forma é também muito enriquecedor.



Colocas os objectos num pequeno cesto e os cartões noutro. A criança dispõe os cartões sobre o tabuleiro/mesa/tapete e coloca os objectos correspondentes por cima. O adulto diz o nome do objecto. Vamos observando com calma a sua interacção. Depois, podemos pedir que nos dê/mostre o objecto: por exemplo, "onde está girino?" E assim vamos alargando e trabalhando o vocabulário da criança. 
Para saberes mais sobre como preparar atividades inspiradas em Montessori lê este texto.
Em simultâneo, exploramos um livro com imagens reais de rãs, que já tinhamos na nossa colecção de livros de imagens reais de animais.


A miúda pede com frequência para assistir a vídeos sobre os temas que vamos abordando nestas atividades. O que encontrei no youtube mais engraçado foi este (em inglês).



De acordo com os interesses da criança e da vossa imaginação, podem acrescentar sobre este tema, atividades de pintura, corte e colagem ou outras manualidades.

Neste caso,  utilizamos o cartão de controle de erro dos cartões de 3 partes, mas se for uma criança que já saiba ler, podes usar o processo dos cartões nomenclatura completo, como explico aqui.

Podes fazer o download das imagens no fim desta página. Nos cartões das fotos imprimi com a identificação de rã (de acordo com o livro), mas os cartões para download estão identificados como sapo.

Curiosidades
Também eu aprendo muito ao preparar estas atividades. Fiquei a saber que este processo de metamorfose do sapo dura cerca de 16 semanas! E que os sapos se distinguem das rãs pelas membranas interdigitais pouco desenvolvidas e pela pele mais seca e rugosa. As rãs geralmente vivem em ambiente mais seco. (Talvez da próxima vez que vir alguma, consiga distinguir! ;) )









21/01/2016

Como falar sobre dinheiro com os mais novos?




-  Mãe, quero isto!
-  Mãe, quero esta boneca!
-  Mãe, quero este carrinho!

Muito habitual, não é? Quantas vezes ouvimos isto em frente a uma montra, no supermercado ou numa loja. A seguir a este pedido/quase ordem, segue-se a negociação. Qual negociação? Aquela em que a resposta é não? Assim deixa de ser negociação. Aquela em que a resposta é amanhã pensamos nisso? Não existe amanhã para a criança. Aquela em que se te portares bem, o Pai Natal dá? Aquela em que se comeres a sopa toda, a mãe dá?

Pois! É difícil sim. A maior parte das vezes, as crianças não tem noção do dinheiro, do quanto custa. Mas inventar desculpas, sem pensarmos na melhor forma de elucidar as crianças, não estaremos certamente a resolver nada.
Então, como podemos falar de dinheiro com os nossos filhos mais novos? Como ir incutindo o valor do dinheiro, do trabalho e da poupança? Como lhes dar a conhecer o dinheiro?

Acredito que com muita brincadeira, e que desde cedo podemos ajudá-los a ajudar-nos. Como assim, ajudar-nos? Aqui a questão é que ao investirmos tempo nesta temática e nestas actividades que te vou propor, eles vão aprendendo sobre o assunto. Dessa forma, ajudam-nos a torna-los pessoas conscientes no uso do seu dinheiro. E por etapas, cada vez mais desafiantes as crianças vão conquistando as suas habilidades na gestão do seu dinheiro, dinheiro de bolso ou mesadas.
O que quero propor-te neste post são actividades simples, mais uma vez inspiradas no método Montessori, que muito me tem ajudado.



1 - Inserir moedas no mealheiro
Este movimento tão simples, por si só é um excelente exercício de coordenação motora fina. 
E sempre que insere a moeda, dizer o valor em questão. 
Assim, vai reconhecendo a moeda e o seu valor.




2 -  Mergulhar algumas moedas numa solução de vinagre e sal. 
Deixar na solução por 15m. Retirar com um pinça. Polir com um cotonete.




3 - Montar uma mercearia com a respectiva caixa registadora.
 Etiquetar os produtos com os preços. 
Utlizar as notas (dos cartões de correspondência ) e moedas. 
Simular uma ida ás compras.




4 -  Criar pequenas caixas ou potes com imagens das notas. 
Corresponder as notas ás caixas.




5- Usar os cartões de 3 partes para fazer a correspondência com as notas.
 Para imprimires as as imagens e criares os cartões, faz download no fim do post.




6 - Iniciar o sistema de poupança com envelopes. 
De acordo com as vossas prioridades/objectivos, decorar envelopes e identificar como poupança para livros, viagens...




7 - Poupar em família com o Desafio das 52 semanas. 
Com um frasco de cereais ou outro qualquer pote, ir juntando os valores correspondentes a cada semana e ver crescer a poupança. Podem decorar o frasco de forma criativa também.



 Todas estas actividades são boas para falarem sobre dinheiro, notas, moedas, quantias, quantidades, etc.
Á medida que as crianças sentem o nosso interesse genuíno em falar-lhes sobre este assunto, mais elas vão querer colaborar. E dessa forma nas situações reais, do dia-a-dia, a ida á padaria, ao supermercado são momentos excelentes de aprendizagem. Podem efetuar os pagamentos, receber o troco e guardar no seu porta-moedas. Nestes momentos preciosos, as crianças vão sendo cada vez mais capazes de interagir de forma positiva e responsável.



Para imprimir os cartões de 3 partes e usar nas actividades, faz download na seta. 
Para saberes mais sobre como criar este tipo de material lê o este texto explicativo

12/01/2016

Crepes com recheio de chocolate




Ingredientes crepes
2. ½ chávenas de leite vegetal (usei soja)
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
1 chávena de farinha de trigo
1 chávena de farinha de trigo sarraceno
1 colher de sopa de açúcar de coco
1 colher de café de fermento em pó
1 colher de café de extracto de baunilha
1 colher de chá de sementes de linhaça
1 pitada de sal
Óleo de coco para untar a frigideira

Ingredientes recheio
1 pasta de chocolate de culinária
1 embalagem de natas vegetais para bater
Açucar de coco (facultativo)

Aromatizar com canela

Preparação
Juntar todos os ingredientes dos crepes no liquidificador e deixar repousar por uns minutos. Esta pausa melhora a ligação dos ingredientes. Depois, bater bem. 
Reservar a mistura á temperatura ambiente ou no frigorífico. A massa fica um pouco mais elástica se deixar repousar por uma hora ou mais, conforme o gosto pessoal.
Bater as natas com a batedeira e colocar no frigorífico.
Derreter o chocolate em lume brando ou banho-maria.
Untar a frigideira anti-aderente com um pouco de óleo de coco. Deitar uma colher da massa e espalhar bem. Fritar de ambos os lados.
Envolver o chocolate e as natas. Rechear os crepes ainda quentes. Polvilhar com canela.




Em dias que apetece algo doce, porque não um crepe com um delicioso recheio de chocolate e canela?

Esta receita é simples de fazer e pode ser adaptada com os vossos ingredientes preferidos.

Estes crepes acompanhados de um bom chá... e boa companhia... 






04/01/2016

2016


Em 2016, quero que o tempo passe devagar. 

Para todos que passam por aqui, um Bom Ano!

Subscreve o blog, segue o facebook e o instagram. Não percas posts que podem melhorar o teu ano! Partilha!

03/01/2016

The Secret of Childhood - O livro



Se tens alguma curiosidade em saber de forma generalizada como funciona a abordagem pedagógica de Maria Montessori, podes ler a apresentação, que escrevi no blog, sobre o livro Montessori Madness.

Li também, há algum tempo o livro The Secret of Childhood
Adorei!
Talvez este livro possa ser o ponto-de-partida para entender todo este conceito pedagógico.
Não é um livro prático, que explique o manuseamento dos materiais utilizados, dos seus objectivos, nem tão pouco as suas vantagens. É um livro muito profundo, que realça muito mais o desenvolvimento da criança e a preparação do adulto. Na minha opinião, este livro é excelente para entender bem o papel do adulto na vida da criança.  Aborda de forma analítica o trabalho que o adulto deve desenvolver em si mesmo.

Selecionei algumas frases (tarefa difícil) de alguns capítulos, que me parecem muito importantes para uma boa reflexão.

Respira fundo. Lê com calma.




Quando conversamos com outras mães ou amigas, falamos sobre os nossos filhos. Como comem, se dormem, se gostam da escola, etc. Mas quantas vezes falamos sobre a nossa necessidade de mudar? Mudar!? O quê?
A prespectiva. A forma como olhamos para eles.





E se conseguíssemos desbloquear a ideia de que eles não são capazes. E se conseguíssemos observar de verdade as suas necessidades, gostos e sentimentos?



Porque é que nessas conversas que temos com os outros, sobre eles, falamos muitas vezes em termos de conflitos (?): “ele porta-se tão mal”; “deita a comida toda ao chão”; “estou sempre a dizer-lhe a mesma coisa” e por aí adiante.




A maior parte dessas fontes de conflito deriva da nossa falta de empatia pela criança e da nossa incapacidade de escutar.
Maria Montessori já abordava este assunto, que os livros actuais de parentalidade consciente ainda continuam a chamar á atenção.
Por tudo isto é que considero o  livro The  Secret of Childhood um bom ponto-de-partida para um estudo mais profundo sobre a criança.

Mas há mais! 
Montessori explica claramente a relação da criança com o mundo que o rodeia. O desejo natural que a criança tem em observar é o que ela refere como a inteligência do amor.






O livro tem trinta capítulos divididos em três partes. A primeira parte  aborda a parte mais holística sobre a Era da Criança e sobre os Períodos Sensíveis. A segunda parte, mais pragmática, refere-se á Educação da Criança e toca nos assuntos das recompensas e dos castigos, da disciplina e da normalização e dos desvios de comportamento. A terceira parte, descreve vários aspectos da relação entre o adulto e a criança.
São trinta capítulos recheados de informação e de emoção.  Acho que é um livro contagiante!

A edição deste livro (segundo informação da Editora) foi em 1972. Maria Montessori faleceu em 1952. Portanto, já lá vão muitos anos. Felizmente a vida das crianças melhorou muito.

O que achaste deste artigo?
Já leste o livro?
Deixa aqui os teus comentários.
Segue este blog no Facebook, no Instagram e  no Google+ .




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...