28/02/2017

Isto não é uma atividade! É um brinquedo!



- Mãe, quero fazer uma atividade.
- Está bem! Vamos! Tenho ali algo preparado, muito interessante. 
Muito entusiasmada (porque adoro mapas), preparo o ambiente, coloco os objetos e desenrolo o mapa.
- Mãe, isto não é uma atividade! Isto é um brinquedo!
- Oh Filha, é uma atividade super gira. Então, com o mapa e os animais...
- Não, não é. Isto é um brinquedo.

Quando apresentei esta atividade à miúda, ela reagiu desta forma. Como faria ela essa distinção: brinquedos, de materiais montessori e de atividades inspiradas no método? Acredito que, está relacionado com toda a nossa vivência Montessori em casa. 
As pessoas perguntam-me o que é o Método Montessori e porque eu o acho assim (tão) espetacular!😊 E eu nem sempre me consigo explicar bem. Talvez esta passagem possa ser uma resposta.

Para Maria Montessori, os brinquedos constituem algo de inferior na vida da criança e que esta só os escolhe, quando não tem nada melhor. Os brinquedos parecem ser a representação de um ambiente inútil, que não pode conduzir a qualquer concentração do espírito e não representa uma finalidade: é dar objetos ao espírito para que vagueie na ilusão. Os adultos, por sua vez, estão convencidos que estes constituem o universo em que a criança encontra a felicidade. Mas, os brinquedos que oferecemos são criadores de ilusão e de imagens imperfeitas e estéreis.
Ao contrário dos brinquedos, os materiais exigem concentração, transformando-se os pequenos em crianças sossegadas, atraídas pela realidade. A inteligência ávida de conhecer a realidade ambiente, transforma-se em vontade.  A criança cresce e desenvolve-se continuamente com os materiais e esquece a atividade ociosa. 

Ora bem, esta visão pode ir contra o que estamos habituados: que as crianças precisam de brinquedos para se desenvolverem e estimularem a imaginação. Há brinquedos interessantes e que certamente ajudam a estes estímulos. E tudo faz parte. 

Esta passagem em que a miúda disse que o mapa era um brinquedo, fez-me pensar neste assunto. Para mim, não sendo uma material montessori, é um material didático. 

Estivemos um bom tempinho concentradas nesta atividade! A descobrir os países onde vivem alguns familiares e locais por onde passamos. A conversar sobre a origem das pessoas.

Uma das manifestações infantis, a mais saliente, aquela que parece devida a um talismã mágico, que abre as portas para a expansão do carácter normal, é a atividade concentrada num trabalho e exercitando-se sobre um objeto exterior com movimentos das mãos, guiados pela inteligência. A Criança, Maria Montessori

10/02/2017

Matemática | Barrinhas de Contas



Pequenas contas coloridas, ligadas entre si por um arame.  Para a criança é uma alegria contar, com este material tão atrativo . A criança, inicia com a contagem das contas, uma a uma. Por fim, acaba por reconhecer o número de contas não pela contagem das unidades, mas já pela sua cor: dourado, 10; castanho, 6...







E depois vamos acrescentar mais barras de contas e aprofundar o sistema decimal. 💙

O trabalho íntimo da criança transpira uma espécie de sensibilidade, revelando-se tão sómente quando o adulto não intervém com a sua supervisão e conselhos. Deixemos a criança livre na aplicação das suas habilidades; ela se revelará sensível às conquistas superiores que se hão de seguir. Maria Montessori, Pedagogia Científica




Matemática | DIY Barras Numéricas


... este método, em que intervém, a todo o instante, o gesto da mão que desloca objetos, fazendo-se, assim, incessantemente, um exercício de educação sensorial... Maria Montessori, Pedagogia Científica

As barras numéricas são uma série de dez barras vermelhas e azuis. É o primeiro material a ser usado para a numeração. A barra mais curta tem 10cm, a mais longa tem 1m de comprimento. Cada segmento de 10cm é colorido, alternadamente, em vermelho e azul.

A vantagem deste material é a apresentação - podem-se apresentar, de forma visualmente distinta, as unidades que compõem cada um dos números que representam. Por exemplo, a barra do 3, corresponde ao número 3 e as 3 unidades distinguem-se através das cores. Desta forma, ultrapassa-se a dificuldade das crianças em compreender a numeração. No início da aprendizagem, muitas crianças contam, falando decorado a sequência natural dos números, mas ficam confusas com as quantidades que lhes correspondem. O espírito concreto da criança exige um apoio preciso e claro.



As barras crescem, gradativamente, em comprimento, de unidade em unidade. Facilitam a ideia relativa do número e das proporções e abrem o caminho para a aprendizagem da aritmética.
Colocando a barra do 1 ao lado da barra de 2, obtém-se um comprimento igual à barra do 3.


E que é esta combinação de quantidades senão a finalidade das operações matemáticas? É ao mesmo tempo um jogo agradável, que consiste em deslocar objetos. E o progresso avança até os limites extremos que a idade infantil permite. Maria Montessori, Pedagogia Científica

Com este material, de forma direta a criança começa a definir a contagem de 1 a 10 e a estabelecer a associação dos números e quantidades.  De forma indireta desenvolve o raciocínio matemático e prepara para o cálculo mental.

Este material é possível de ser um diy! ;)


Precisamos de:
- 2 barrotes de madeira 12mm*18mm, com 240cm de comprimento;
- 1 barrote de madeira 12mm*18mm, com 90cm de comprimento;
Nota: Estas medidas eram as disponíveis na loja. A medida total que é necessário é 550cm;
- tinta vermelha e tinta azul. Apliquei as guaches que já tinha em casa, mas pode ser usada tinta em spray;
- pincéis;
- fita de pintura. Usei fita com 5cm de largura, mas com 10cm torna o processo mais fácil.

Procedimento:
- fazer o corte das 10 barras, desde os 10cm até aos 100cm.
- colocar a fita de pintura. Comecei por pintar em vermelho, por isso coloquei primeiro a fita nos elementos que iriam ser pintados posteriormente em azul.
- passar os pincéis para as mãos dos miúdos e deixá-los pintar!💚 
- quando os elementos vermelhos já estiverem bem secos, é altura de retirar as fitas e repetir o processo para pintar em azul.

E já está!

Com as barras numéricas podem ser feitos vários exercícios, começando até pela brincadeira de medir a altura da criança. Evoluindo  para a contagem, para diferentes somas e por aí adiante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...