12/07/2017

Dar voz al niño | Livro


O título do livro – Dar a voz al niño - despertou a minha atenção. O que significa dar a voz á criança? 

A autora do livro Yvonne Laborda tem um discurso provocador, sem rodeios e palavras amenas.  E foi essa forma de escrever que me levou a querer partilhar o livro com os seguidores do blogue. A realidade é sempre difícil de aceitar, mas é essencial para a nossa cura e para criar gerações mais pacíficas. Com este livro, a autora procura despertar as consciências para uma comunicação de amor e de intimidade emocional com as crianças.

A violência sobre as crianças tem diminuído (às vezes tenho dúvidas) ao longo das gerações, ou pelo menos não é tão visível. Mas, existe ainda agressividade na forma como comunicamos com a criança e como a tratamos. Ao longo de todos os capítulos, a autora dá vários exemplos sobre a agressividade a que as crianças são sujeitas. 

A Yvonne Laborda permanece na esperança e acredita que, num futuro próximo seja possível alterar esta realidade.

que un día no muy lejano también nos daremos cuenta que castigar, amenazar, obligar, forzar, gritar, desatender, no escuchar, ordenar, exigir, premiar, humillar, rechazar, criticar, juzgar e ignorar a un niño también es mal trato, abuso emocional y un acto de violencia.

Segundo a autora, se na nossa própria infância tivemos pouca ou nenhuma voz, dificilmente daremos a voz aos nossos filhos. Aqui estará a grande questão. É necessário escutar a criança, deixando de julgar as suas necessidades legítimas.


O livro, composto por quase trezentas páginas, está dividido em quatro capítulos:
  1. Qué nos impossibilita conectar emocionalmente com los niños?
  2. Las cuatro raíces de la crianza consciente
  3. Sintiendo al niño
  4. Criando un nuevo mundo
Neste link pode ler com mais detalhe o índice e a introdução.

Um dos objectivos do trabalho de Yvonne é ajudar a cortar a cadeia transgeracional de desconexão e de falta de empatia pelas necessidades da criança. Acredita que, numa só geração é possível ter mais adultos que viveram infâncias mais humanas. Uma geração pode construir uma parentalidade mais consciente. Mas, como se pode mudar toda uma sociedade? Simplesmente, mudando a forma como nos relacionamos com a criança: criando relações mais amorosas e pacíficas e libertando-nos de juízos, críticas, expectativas e necessidade de controlo. 

Já Maria Montessori, havia escrito sobre este assunto, no tema educar a humanidade para a paz. 
Só através de uma educação consciente e respeitadora da criança se pode construir a paz no mundo e no pequeno mundo da criança e da família.

Um exemplar deste livro será oferecido pela autora, através de um sorteio na página de facebook do taquid. ❤❤ Aproveite! Fique atenta/o! 

0 comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...